segunda-feira, 2 de março de 2009

Visita ao Rede - Irmãs Ancilas do Menino Jesus



Um grupo dedicado e comprometido. Foi isso o que encontramos na visita ao Grupo Rede, animado pelas Irmãs Ancilas do Menino Jesus. Representantes de diferentes comunidades onde as irmãs estão presentes estiveram reunidos em Salvador para um momento de formação. Ao todo são 9 comunidades entre bairros de Salvador, cidades do interior da Bahia e um município do estado de Alagoas. Eles se reuniram para refletir como os jovens podem atuar dentro dos seus bairros e comunidades, para que ali a vida possa realmente possa ser plena.

Desta vez, fizemos a reportagem em duas etapas. Na sexta-feira, acompanhamos a saída de cerca de 20 jovens e adolescentes de diferentes bairros de Salvador em direção à Casa Bethânia, no bairro de Itapuã. Os meninos e meninas com idade até vinte e poucos anos estavam bem animados, assim como as religiosas que acompanhavam o grupo. Ficamos pouco tempo com eles na sexta, mas foi possível perceber o compromisso deles porque:

1- Este foi o último fim de semana antes do início das aulas e aposto que muito jovem ia preferir ficar em casa e talvez curtir uma praia (Salvador teve um fim de semana lindo!!!!) ao invés de ficar dentro de uma casa religiosa;

2 – O grupo já está envolvido com o trabalho de formação humana das irmãs há mais de um ano e meio. Quer dizer, que eles realmente estão interessados em construir um futuro melhor não só para si, como para outros jovens das comunidades em que vivem. Nesta idade é comum certa inconstância especialmente quando se trata de assuntos relacionados a Igreja e problemas sociais.

Voltamos para a nossa base, com o sentimento que estes meninos e meninas podem fazer muita coisa boa.

No sábado, a nossa equipe também precisava vencer um desafio. Este não é um dia comum para nós fazermos reportagem e parte da nossa equipe tem aula na faculdade. Depois de muito negociar, conseguimos uma forma de fazer a matéria e valeu a pena superar esta dificuldade.

Ao chegar em Itapuã, local do encontro o grupo tinha crescido. Meninos e meninas de outras localidades, especialmente do interior do estado tinham chegado e agora eram 56 pessoas. Logo de cara, percebemos a seriedade com que eles relatavam as situações porque passam os jovens, especialmente quando se mora em bairros mais periféricos. Ter coragem de se abrir, em um grupo de cinqüenta pessoas, é sinal que há uma confiança entre eles e isso é bonito de se ver. Nesta experiência percebemos como ao falar dos problemas os jovens vão trocando vivências e aprendendo a desviar dos obstáculos enquanto constroem um futuro com mais esperança.

Depois desse primeiro momento e de um bom almoço, foi só correria. Era preciso aproveitar o horário de intervalo para gravar tudo. Terminávamos uma entrevista e logo vinha a próxima e assim chegamos ao fim do dia com a certeza que um lindo programa nascerá a partir das histórias e imagens que colhemos ali.

video
Nós esperamos vocês para conferirem as histórias e o protagonismo dessa galerinha muito animada no próximo Chão e Paz.


6 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Muiito ObrigadO patricia , o GRUPO REDE te agradece muiitO e esperamos na próxima com Fé em DEUS ! Você e sua equipe são show de bola !!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada Patricia, ficou muito legal.Vc realmente sobe mostrar o objetivo do Grupo REDE.
    Eu como uma adolscente tenho orgulho de fazer parte desse Grupo tão especial.
    Fica com Deus!

    ResponderExcluir
  6. Oi Ninho de Retirolándia cue bom cotinua com o compromisso de forma Joveis a Evangelisa,eu sou muito grato por isso.

    ResponderExcluir

Aviso aos navegantes: os comentários são parte fundamental de qualquer blog. Eles servem para ampliar, criticar e completar o texto do autor.
Neste blog, todos os comentários só são publicados DEPOIS de passar por moderação.
NÃO publicamos:
Comentários com palavrões ou agressões gratuitas.
Comentários fora do assunto.
Comentários com auto-propaganda ou propaganda de terceiros.
Se não estiver nas categorias acima, sua opinião será liberada o mais breve possível.
Bem-vindo e obrigado pela participação!