quarta-feira, 18 de março de 2009

CEPAM


A principal característica do trabalho do Cepam – Centro Educacional Profissionalizantes de Adultos e Menores é não esperar apenas pelas doações para a manutenção do trabalho. O centro tem iniciativas próprias que ajudam a manter os custos com a formação das famílias atendidas. Vale a pena conferir como é realizado este trabalho no bairro de Pirajá em Salvador, que beneficia crianças com reforço escolar, formação humana e profissional além de trazer emprego e renda para a comunidade. Nós esperamos vocês, no domingo, às 7:30 da manhã na TVE Bahia e no sábado ao meio dia da TV Aparecida, canal 28 da Sky.

segunda-feira, 2 de março de 2009

Arquidiocese de Salvador promove encontro para agentes de Comunicação

Neste fim de semana, 07 e 08 de março, os agentes de comunicação da Arquidiocese de Salvador estarão reunidos para a primeira capacitação do ano. Na programação do evento haverá palestras, celebração, oficinas e a formatura dos alunos do Curso Arquidiocesano de Comunicação Pastoral. A atividade será no Centro Pastoral Cúria Bom Pastor, no bairro do Garcia. No sábado das 8 às 17 horas, encerrando com uma missa e no domingo das 8 ao meio dia.
A idéia do evento é fazer um grande momento de espiritualidade e formação técnica para os agentes, incentivando a formação de laços entre as equipes de Pascom paroquial. “A troca de experiências e a vivência da espiritualidade da comunicação são os dois pontos que norteiam o encontro, que vai também apresentar e firmar um compromisso dos agentes com as Diretrizes de Ação da Pastoral da Comunicação”, explica Patrícia Matos, coordenadora do trabalho de Pascom Paroquial na Arquidioce.
A elaboração e a execução do evento ficou a cargo da equipe Arquidiocesana de Comunicação, que pensou e preparou o encontro para que os participantes possam se sentir acolhidos e fortalecidos. São os professores do Curso Arquidiocesano de Comunicação Pastoral, bem como os funcionários da Pascom que vão receber e ministrar as oficinas a palestras.
“O fazer comunicação sempre é resultado da ação em conjunto, por isso é importante estar junto com as pessoas e favorecer que novas redes de contatos sejam criadas. Vamos receber e oferecer o nosso melhor para quem vier passar estes dois dias conosco”, diz Fernanda Santana assessora de imprensa da Arquidiocese.

Visita ao Rede - Irmãs Ancilas do Menino Jesus



Um grupo dedicado e comprometido. Foi isso o que encontramos na visita ao Grupo Rede, animado pelas Irmãs Ancilas do Menino Jesus. Representantes de diferentes comunidades onde as irmãs estão presentes estiveram reunidos em Salvador para um momento de formação. Ao todo são 9 comunidades entre bairros de Salvador, cidades do interior da Bahia e um município do estado de Alagoas. Eles se reuniram para refletir como os jovens podem atuar dentro dos seus bairros e comunidades, para que ali a vida possa realmente possa ser plena.

Desta vez, fizemos a reportagem em duas etapas. Na sexta-feira, acompanhamos a saída de cerca de 20 jovens e adolescentes de diferentes bairros de Salvador em direção à Casa Bethânia, no bairro de Itapuã. Os meninos e meninas com idade até vinte e poucos anos estavam bem animados, assim como as religiosas que acompanhavam o grupo. Ficamos pouco tempo com eles na sexta, mas foi possível perceber o compromisso deles porque:

1- Este foi o último fim de semana antes do início das aulas e aposto que muito jovem ia preferir ficar em casa e talvez curtir uma praia (Salvador teve um fim de semana lindo!!!!) ao invés de ficar dentro de uma casa religiosa;

2 – O grupo já está envolvido com o trabalho de formação humana das irmãs há mais de um ano e meio. Quer dizer, que eles realmente estão interessados em construir um futuro melhor não só para si, como para outros jovens das comunidades em que vivem. Nesta idade é comum certa inconstância especialmente quando se trata de assuntos relacionados a Igreja e problemas sociais.

Voltamos para a nossa base, com o sentimento que estes meninos e meninas podem fazer muita coisa boa.

No sábado, a nossa equipe também precisava vencer um desafio. Este não é um dia comum para nós fazermos reportagem e parte da nossa equipe tem aula na faculdade. Depois de muito negociar, conseguimos uma forma de fazer a matéria e valeu a pena superar esta dificuldade.

Ao chegar em Itapuã, local do encontro o grupo tinha crescido. Meninos e meninas de outras localidades, especialmente do interior do estado tinham chegado e agora eram 56 pessoas. Logo de cara, percebemos a seriedade com que eles relatavam as situações porque passam os jovens, especialmente quando se mora em bairros mais periféricos. Ter coragem de se abrir, em um grupo de cinqüenta pessoas, é sinal que há uma confiança entre eles e isso é bonito de se ver. Nesta experiência percebemos como ao falar dos problemas os jovens vão trocando vivências e aprendendo a desviar dos obstáculos enquanto constroem um futuro com mais esperança.

Depois desse primeiro momento e de um bom almoço, foi só correria. Era preciso aproveitar o horário de intervalo para gravar tudo. Terminávamos uma entrevista e logo vinha a próxima e assim chegamos ao fim do dia com a certeza que um lindo programa nascerá a partir das histórias e imagens que colhemos ali.

video
Nós esperamos vocês para conferirem as histórias e o protagonismo dessa galerinha muito animada no próximo Chão e Paz.